O planejamento sucessório possibilita uma enorme economia sobre os recursos da família, enquanto que no inventário esses recursos vão sendo consumidos ao longo de vários anos de tramitação do processo
Postado por : Admin
02/12/2019
PLANEJAMENTO SUCESSÓRIO

Uma grande preocupação de quem possui patrimônio é como preservar este patrimônio durante as gerações, de forma que ele não se perca em partilhas, brigas entre herdeiros e inventários intermináveis. 

Por mais que seja complicado falar sobre a própria morte, a preparação em vida da sucessão gera importantes reflexos, como ganho econômico, a preservação do patrimônio e da própria unidade familiar.

Neste contexto, o planejamento sucessório surge como uma excelente alternativa ao processo de inventário, vez que este último tende a ser longo, muito caro e uma inesgotável fonte de brigas e desentendimentos entre os herdeiros. Com o planejamento sucessório é possível minimizar os conflitos, realizando a transmissão do patrimônio de modo pacífico e eficaz, bem como reduzir muito os gastos com a sucessão, preservando-se o patrimônio e a família.

O planejamento sucessório possibilita uma enorme economia sobre os recursos da família, enquanto que no inventário esses recursos vão sendo consumidos ao longo de vários anos de tramitação do processo, bem como pelo pagamento de custas, avaliadores, e impostos calculados sobre o valor de mercado dos bens.

No planejamento sucessório é possível não só reduzir drasticamente os gastos de tempo e dinheiro com a sucessão, como também eliminar totalmente a existência de disputas entre herdeiros. O planejamento impõe responsabilidades aos herdeiros na preservação dos bens, evitando conflitos futuros e possibilitando a criação de mecanismos familiares, societários e tributários para a perpetuação do patrimônio.

Os benefícios com o planejamento sucessório não se limitam apenas à sucessão, embora seja este o principal ganho. No entanto, é possível também reduzir de imediato os custos com impostos incidentes sobre as rendas geradas pelo patrimônio familiar através da criação da Holding e planejamento tributário.

Para a execução de um planejamento sucessório bem sucedido, faz-se necessário:

I. Realização de um Genograma (identificação da família e herdeiros)

II. Conhecimento do patrimônio

III. Reuniões Familiares em grupos e individuais (conciliar os conflitos de interesses)

A partir do levantamento dessas informações, é possível avaliar a complexidade de bens e valores envolvidos, para então determinar com clareza a forma de transmissão da herança, utilizando-se de um planejamento tributário e societário.

Compartilhe com os amigos :
Tags : patrimônio, planejamento sucessório, benefícios com o planejamento sucessório, Para a execução de um planejamento sucessório bem sucedido, faz-se necessário:

Comente com o facebook

IMÓVEL COM METRAGEM MENOR É VÍCIO APARENTE E CONSUMIDOR TEM DEZ ANOS PARA RECLAMAR DANOS

Uma vez definida a natureza do vício como sendo de fácil constatação, Nancy tratou no voto dos prazos decadenciais impostos...

PLANEJAMENTO SUCESSÓRIO

O planejamento sucessório possibilita uma enorme economia sobre os recursos da família, enquanto que no inventário esses...

CNJ ALTERA REGRAS DE PAGAMENTOS DE PRECATÓRIOS

Nova resolução deve entrar em vigor em janeiro e, entre outras mudanças, padroniza índices de correção monetária.

Receita Federal e a Contribuição Previdenciária nos Postos de Combustíveis

A Receita Federal determinou a data 15/01/2020, como prazo máximo para que os postos de combustíveis retificassem a...

STJ DEFINIRÁ SE TRABALHADORES EM EXERCÍCIO COM DOENÇAS GRAVES ESTÃO ISENTOS DO IR

1ª seção irá definir se benefício valerá apenas para trabalhadores aposentados ou também para os que estão em atividade.